Home

Após o fim dos trabalhos no edifício Andréa, socorrista volta ao local da tragédia

 

Foram 5 dias de trabalhos intensos. Incansáveis buscas pelas vítimas do desabamento do Edifício Andréa. Às vezes, as condições físicas já não correspondiam, mas o desejo de quem estava na equipe de resgate era de encontrar sobreviventes. E nem o sol escaldante, o calor, ou qualquer outra dificuldade no local diminuíam o ritmo ou mesmo o empenho.

 

Depois do trabalho concluído, o socorrista Robson Falcão voltou nesta segunda-feira, 21, ao lugar onde aconteceu a tragédia. Agora, assistindo tudo de longe, ele fala como foi encontrar cada uma das vítimas e diz que o sentimento é de muita gratidão.

 

O coronel Eduardo Holanda, comandante Corpo de Bombeiros, responsável pela operação, diz que o trabalho em equipe foi fundamental para o resultado positivo. Dos setes sobreviventes da tragédia, três continuam internados no Instituto Doutor José Frota. O porteiro do prédio que também conseguiu escapar do desabamento recebeu alta hospitalar e já está com a família. (Foto: Mauri Melo)