Home

Bolsonaro diz que vai acabar com radares móveis a partir da próxima semana: "Indústria da multa"

 

Em entrevista nessa segunda-feira, 12, o presidente da república Jair Bolsonaro afirmou que irá acabar com os radares móveis existentes no Brasil, os chamados pardais. Ele classificou a fiscalização como "máfia de multa", ele disse que o dinheiro arrecadado com as multas vão "para o bolso de alguns poucos". A declaração divide opiniões entre os especialistas em trânsito.

 

O advogado e integrante da Comissão de Trânsito, Tráfego e Mobilidade Urbana da OAB Ceará, Rodrigo Nóbrega, afirma que os equipamentos devam existir mas apenas em locais com elevados índices de acidentes.

 

As declarações de Bolsonaro levantaram preocupações para algumas organizações como a Bloomberg Segurança Viária Global. Para o coordenador de fiscalização da entidade, André Correia, a alta velocidade é um dos principais fatores para o número de acidentes nas estradas do Brasil.

 

Dados obtidos pelo Globo, esse ano, mostram que o sistema de fiscalização eletrônica encolheu mais de 5 mil pontos ativos, em julho de 2018, para cerca de 440 até março deste ano, ao longo dos 52 mil quilômetros de vias administradas pela União. (Foto: Jose Cruz/Agência Brasil)