Home

Tribunal de Justiça do Ceará foi o que menos recebeu investimentos no País em 2017

 

A rádio O POVO CBN iniciou nesta quinta-feira a série “Justiça em Tempo”, apresentada por Lucas Braga. A temática gira em torno das dificuldades do Judiciário cearense e de estatísticas apresentadas pelo Justiça em Números, relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A série também mostra os porquês da Justiça cearense ter sido considerada a menos produtiva do País, conforme o CNJ, pelo segundo ano consecutivo.

 

O superintendente da área judiciária do TJCE Nilsiton Aragão critica a padronização do cálculo e a compreensão parcial da realidade da magistratura. “Eu fico muito preocupado nessa pretensão que se tem de transformar o magistrado, o servidor, a produção judicial numa esteira de produção”.

 

Já para o coordenador do Grupo de Descongestionamento Processual do MPCE, promotor Lucídio de Queiroz, o excesso de questões levadas a justiça é agravante. Segundo ele, a conciliação é uma alternativa.

 

Segundo os dados, o Ceará é o Estado que menos investe no Tribunal de Justiça. Por habitante, são R$ 125 reais ao ano. Enquanto a média nacional dos estados é o dobro.

 

Ouça a primeira matéria completa da série "Justiça em Tempo" com o repórter Lucas Braga.