Home

Salmito Filho (PDT) afirma que decisão sobre alvarás foi um “ erro político”

 

A possível revogação da lei que aumenta as taxas de alvarás de funcionamento de estabelecimentos comerciais foi tema da entrevista desta quinta-feira (11), no programa O Povo no Rádio, com o presidente da Câmara dos Vereadores de Fortaleza, Salmito Filho. Aprovada em março deste ano, muitos empresários reclamaram de que a lei é abusiva, com a cobrança de mais impostos.

 

Agora, discute-se uma provável revogação da lei, inclusive com a anistia a empresários que não pagaram as multas referentes ao descumprimento da nova legislação. Ao ser questionado sobre o motivo que o levou a elaborar uma outra lei para derrubar outra que havia sido aprovada, Salmito disse que não foi ele quem fez, e sim o vereador da oposição Márcio Martins (PR).

 

Além disso, o presidente da Câmara acrescentou que a decisão votada e aprovada por 40 dos 43 vereadores de Fortaleza foi um “erro político” do núcleo de governo de Roberto Cláudio, pois “induziu ao erro o prefeito”. Salmito disse que conversou informalmente com o prefeito sobre a medida, dizendo que deveria ser aprovada mediante diálogo entre setores empresariais e lojistas, mas que os articuladores da prefeitura levaram os representantes do Legislativo e Executivo a adotarem a lei o mais rápido possível.

 

Sobre a sua possível candidatura à prefeitura de Fortaleza, Salmito Filho afirmou: “não sou candidato”. Ele também acrescentou que também não pretende disputar o pleito, e citou as eleições para a prefeitura de Fortaleza em 2012. Segundo o presidente da Câmara, a conjuntura política determina os próximos candidatos às eleições, e possíveis nomes dependem da aprovação das cúpulas dos partidos.

 

Confira entrevista completa cedida à Rádio O POVO CBN.