Home

Eduardo Girão derrota presidente do Congresso e declara apoio a Jair Bolsonaro

Após uma disputa acirrada pela segunda vaga do Senado no Ceará, Eduardo Girão (Pros) conseguiu derrotar o atual presidente do Congresso: Eunício Oliveira (MDB). Com uma diferença de apenas 13 mil votos, Girão foi a surpresa na disputa pelo Senado Federal.

Na manhã desta segunda-feira, 8, o senador eleito concedeu entrevista exclusiva à rádio O POVO CBN. Eduardo Girão abordou temas polêmicos, dentre eles apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro. "Não sou militante do Bolsonaro, tenho divergências em alguns pontos da visão de mundo dele. Mas não tenho a menor dúvida, que no cenário que ai está, com as opções que nós temos: ele é o melhor para o Brasil".

Girão analisou ainda as razões que o levaram à vitória. "Eu estava percebendo como as pessoas estavam - no Estado do Ceará principalmente - com um grito preso na garganta. Realmente querendo dar uma resposta contra a corrupção e a resposta veio nas runas".

Durante a entrevista, Eduardo Girão afirma que "as pesquisas eleitorais foram desmoralizadas". Isso por que, segundo ele, houve uma redução na quantidade de pesquisas realizadas.

Quando questionado se fará oposição ao governo de Camilo Santana (PT), Girão ressalta: "discordo dele de várias pautas, mas nós vamos trabalhar sim, ele vai poder contar comigo pra gente beneficiar o estado do Ceará".

Por fim, Girão reitera sobre o seu projeto de governo. "Nós vamos desenvolver um trabalho com base no diálogo, com base na tolerância e eu acredito que nós vamos fazer um grande trabalho sob as bênçãos de Deus".