Home

Número de mamografias realizadas no Ceará caiu em 2017

No Brasil, Número de mamografias caiu de maneira drástica no último ano. No Ceará, a cobertura não chegou a 20% do esperado. Mulheres que têm entre 50 e 69 anos de idade, atendidas pelo Sistema único de Saúde (SUS), estão realizando menos exames de identificação do câncer de mama.


A informação vem de pesquisadores da Sociedade Brasileira de Mastologia em parceria com a Rede Brasileira de Pesquisa em Mastologia. Eles acabam de concluir um estudo sobre o percentual de cobertura mamográfica de 2017 nas mulheres dessa faixa etária, concluindo que o número de procedimentos realizados é o mais baixo dos últimos cinco anos.


Eram esperadas 11,5 milhões de mamografias, mas foram realizadas apenas 2,7 milhões. A cobertura total é de 24,1%, bem abaixo dos 70% recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).


No Ceará, a expectativa era de 444 mil mamografias, mas somente ocorreram 81,5 mil, uma cobertura de 18,4%.


O câncer de mama é o maior causador de mortes entre mulheres e o exame é a principal medida de prevenção e identificação da doença. Sobre o assunto, conversamos com Aline Carvalho, médica mastologista: